terça-feira, outubro 21, 2008

Um Poema de Osvaldo André de Mello

O MORRO DO LOPES


A Carlos Antônio Lopes Corrêa




Muito me tranqüiliza que Lopes tenha um morro,
o Morro do Lopes, em Serrinha, na Bahia.
Dele disse Euclides da Cunha:
“apruma-se, à maneira de disformes pirâmides
de blocos arredondados e liso”.
Há rebentos de matas nas proximidades
e arbustos flexuosos de bromélias rubras.
Muito me tranqüiliza que Lopes
resista ao clima inóspito e seja um forte.