sábado, janeiro 20, 2007

Os Elementos Fortuitos

OS ELEMENTOS FORTUITOS - Lázaro Barreto.


Se a vida subterrânea das minhocas tatus formigas
e a de superfície dos coelhos patos jaguatiricas
e a aérea dos pássaros macacos mosquitos
Ah,
se o cotidiano dessas espécies fosse regido
pela ganância do ganho e pelo medo da perda
(desditas que regem o gênero humano)
Ah,
os campos águas ares montanhas teriam a mesma insânia
a mesma briga de foice no escuro
a mesma gritaria-pancadaria-tiroteio
das casas ruas bairros cidades lugares
crivados pelo bobo e atroz sofrimento
deste ser inferior chamado humano
que está sempre em outro contexto
tentando inventar um rosto para esquecer outro
tentando escrever um verso para nele contar
o que nunca aconteceu
nem acontecerá.