quarta-feira, agosto 02, 2006

Inéditos

INÉDITOS - Lázaro Barreto.


A literatura brasileira
está ferida mortalmente em sua fluência
por duas lâminas agudamente afiadas:
- o pragmatismo da mídia
- o corporativismo universitário.
É melhor dizer logo de uma vez:
ou você tenha luz própria
(seja um cara famoso e rentável)
ou tenha livre trânsito nas cátedras e academias
e assim
possa dar e receber bolsas à mão cheia.
Caso contrário seu livro não sairá da gaveta,
seus poemas envelhecerão no ineditismo.
E assim
jamais poderá comparecer ao encontro das almas
que se amam de longe.
E assim
sem o foco quase sempre míope da mídia,
tanto o texto como o autor, mesmo editados
permanecerão inéditos.