sexta-feira, julho 31, 2009










PERDOAI - Lázaro Barreto.


Ela vem da fonte com as águas todas
E deixa a fonte com todas as águas.
É assim, que a poesia entrega seus poemas:
uma vez na vida e outra na morte.
Perdoai-me.