terça-feira, abril 05, 2011

TOQUES E RETOQUES - Lázaro Barreto.


- Aécio Neves define todo um estado de coisas no País, ao dizer que “o PT tem uma visão diferente da nossa. Nós achamos que um partido político tem que estar a serviço do País. O PT acha que o correto é colocar o País a serviço de um partido político”.

- Arrivismo é isso aí. O cara quer vencer na vida a qualquer custo, vendendo a própria alma, ignorando qualquer escrúpulo. É assim que a honra vai para o brejo. É preciso garantir uma “boca” no serviço público para um novo “companheiro”? Ah, é só criar uma Secretaria ou um novo Ministério....

Contradições absurdas na Educação. Cláudio de Moura e Castro discorre em artigo na revista VEJA sobre o descaso brasileiro nos importantes quesitos do ensinamento e da aprendizagem. Israel, com uma população de apenas 0,2 da mundial (mais ou menos a mesma da cidade de São Paulo), tem um ensino tão primoroso e afeiçoado que seus doutores em várias especialidades já arrebataram 128 prêmios Nobel (cerca de 20% de todos os premiados em toda a histórica vigência do Prêmio). Isso por que? Porque lá o estudo é levado a sério pelos pais e pelos filhos, pela sociedade, pelo governo.

Assim falaram Emerson e Goethe, dois expoentes da civilização: “O grande homem é aquele que, no meio da multidão, mantém com perfeita doçura a independência da solidão” (Emerson).... “O começo e o fim de toda atividade literária é a reprodução do mundo que me cerca por meio do mundo que está dentro de mim” (Goethe).

- O leitor e o escritor. Ler (hábito gostoso) é melhor do que escrever (hábito penoso). São duas pessoas na mesma pessoa, que precisam uma da outra para se orientarem. Fico às vezes pensando no malabarismo de quem gosta de ler e não gosta de escrever. Creio que essa é uma pessoa condescendente, até mesmo feliz, sendo mais objetiva do que subjetiva.

- Avançar na lua pensando que é um queijo. A obesidade no País já virou uma epidemia? A pesquisa do IBGE revela que 50% dos homens e 48% das mulheres brasileiras estão com o peso acima do ideal O pior é que o fato não implica apenas a questão estética: é a saúde do corpo e do espírito que fica comprometida. Urge uma campanha que possa influenciar as pessoas contra esse desvio de conduta orgânica?

- O ser humano consciencioso que acessa muito os instrumentos da mídia deve andar enfarado de ver a figura repetitiva de uma mulher esquisita, que não tem porte nem compleição de mãe nem de filha nem de esposa nem de irmã: uma presidente da república, apesar dos pesares. Quem votou e elegeu essa senhora não está nem aí para as consequências, não é mesmo? Mas quem não votou deseja, sinceramente, que ela se torne sensível, inteligente, simpática, e seja (como num passe de mágica) mãe para o povo, uma filha amável, uma esposa idem, uma irmã nossa de todo dia, mirando-se no espelho dos verdadeiros estadistas que fazem da vida e do mundo um momento e um lugar saudáveis.

- A literatura no Brasil é uma história muito mal contada. Uma cruz que sacrifica seu portador, quando devia ser uma bandeira florida ou um galho repleto de frutos saudáveis a engalanar e justificar seu portador. Lembro-me que na infância, em alguns momentos das tardes de alguns dias eu via do quintal de nossa casa os anjos e os demônios terçando armas lá nas nuvens altíssimas, em revoadas solenciosas. Via também vassouras voadoras levando as bruxas, os feixes de palavras caindo no arvoredo estremecido, quase abismado.

- Lya Luft tem toda razão quando diz que “com o ensino cada vez pior – e ainda por cima sendo mais difícil conseguir uma reprovação -, temos gente saindo das universidades quase sem saber coordenar pensamentos e expressá-los por escrito, ou melhor: sem saber o que pensar das coisas, desinformados e desinteressados de quase tudo. Fico imaginando como será em algumas décadas”. Haja Deus, como diria o Chico Anísio.

1 Comments:

Anonymous Marilda said...

Este blog sempre recheado de boas tecituras sobre o emaranhado social me renova a alegria por saber existirem tão boas cabeças pensantes! Lázaro Barreto! Sucesso e Saúde! Marilda Mendes.

6:08 PM  

Postar um comentário

<< Home