quinta-feira, fevereiro 04, 2010

AYRTON SENNA - Uma Lenda a Toda Velocidade
- Uma Jornada Interativa
- Christopher Hilton
- Tradução de Cláudio Blanc
- Global Editora – São Paulo - .
(Resenha de Lázaro Barreto).

Edição de luxo, páginas coloridas. 10 Capítulos e 1 Apêndice, constando de estatísticas, transcrições e créditos de imagens (centenas delas), e dezenas de anexos contendo desde a cópia do certificado de batismo até a do convite para a inauguração do Instituto Ayrton Senna, bem cópias de fotos e de adesivos referentes aos eventos da vida profissional dele.

O livro (volumoso e ricamente ilustrado) é uma relíquia da história do automobilismo competitivo, uma preciosidade editorial, a começar pela capa dura com o autógrafo impresso. Uma leitura destinada não apenas aos aficcionados, mas sobretudo às pessoas imbuídas do calor humano que extravasa da individualidade para exprimir e refletir os brios da nacionalidade brasileira. Em se tratando da prática e da divulgação do esporte, da arte visual e da literatura, temos motivos de sobra de orgulho e ufanismo.

Além da face lisonjeira de suas notáveis atuações públicas (internacionais) na área automobilística, o livro tem a virtude de mostrar e demonstrar o lado humano da intimidade amável dele, pessoa profundamente sensível em seus relacionamentos pessoais e internacionais. Repontam nas páginas os múltiplos aspectos de sua vivência cotidiana, seu amor à família, às crianças e ao próximo de um modo geral. Sua autoconfiança contraída na infância e mantida no tempo vivido, seu otimismo na alegria de viver, o apetite da felicidade, a saúde física e mental, seu espírito de luta, a consciência tranqüila nas competições e nas vitórias. Três vezes campeão mundial de Fórmula I, centenas de outras vitórias, de outros títulos, em todo o mundo. Um verdadeiro herói nacional, não? Sim! A leitura do livro (presente da filha Ana Paula) chega a emocionar, de tão fascinante.